Letraset

As cartelas de letras transferíveis da Letraset eram inseparáveis companheiras dos arte-finalistas da era pré-computador gráfico.



Abaixo, a imagem da capa de um dos catálogos da Letraset (de 1983).



Ainda úteis para diversos fins, algumas cartelas de Letraset foram a matéria-prima para o português Fernando Aguiar compor o livro-objeto Romance.

Um comentário:

Rudhi Roth disse...

Olá Fernando Aguiar. Convido-o a conhecer a maloteca.blogspot.com. O meu projeto tem tudo haver com o seu trabalho.