A Letra é pop

Impressionante a repercussão da morte de Michael Jackson! Abaixo, uma montagem usando uma imagem da performance dele no clipe da música Smooth Criminal, lançada em 1988. No clipe, ele e outros dançarinos desafiam a lei da gravidade inclinando-se para frente. O truque foi simples: sapatos especiais acoplados ao piso. A outra imagem traz Jackson e os irmãos na capa do álbum ABC, de 1970, lançado pela Motown, a célebre gravadora que difundiu a black music americana.


2 comentários:

cláudia jussan disse...

Eles quis escrever o próprio rosto com letras caligráficas, ops!

Michael só queria ser Elisabeth Taylor…Ele não queria ser branco, queria ser mãe. A mãe que ele adotou. Queria se livrar da herança violenta que traumatizou e deformou sua personalidade.
Vida doida, deixou ele muito doido.

contato@angelomazzuchelli.com disse...

Um dos convidados deste ano da FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty), o americano Gay Talese (77 anos) disse que a imprensa matou Michael Jackson: “Para mim, há cinco anos, Michael Jackson começou a ser envenenado pela imprensa”. Segundo ele, ninguém nunca explicou as acusações contra o cantor: “Quero saber exatamente, em um texto compreensível, o que Michael Jackson fez. Simplesmente dizer que ele ‘abusou’ de alguém é pouco evidente. Lamento por Michael Jackson. Com a morte, foi transformado em mártir. O mesmo homem acusado, semanas antes, de perversão. Por isso, não me emocionei nem um pouco com o noticiário lacrimoso sobre sua morte.” (!!!!!)